celular 0800 703 1550
12

Novembro

Câncer de Próstata - Fatores de Risco

Falar sobre o câncer de próstata é abordar diversos fatores que envolvem esse tema. Podemos nos aprofundar nos sintomas, no desenvolvimento através dos anos, na prevenção e em muitos outros pontos que o cercam. Mas hoje, falaremos especificamente sobre os fatores de risco dessa doença que é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens no Brasil.

Em primeiro lugar, é preciso destacar que, assim como todos os outros tipos de câncer, quanto mais próximo do seu estágio inicial ele for diagnosticado, maior será a chance de cura, além de um tratamento menos agressivo.

A hereditariedade é um dos fatores responsáveis pelo câncer de próstata, principalmente se houverem dois ou mais parentes de primeiro grau portadores que descobriram antes dos 60 anos. A doença é considerada hereditária quando: três ou mais parentes de primeiro grau já foram diagnosticados com a doença; dois parentes de primeiro grau diagnosticados antes dos 55 anos; três gerações consecutivas forem diagnosticadas com a doença. Ocorrendo qualquer desses critérios, o risco de desenvolver a doença é de 50%.

A idade é um fator que sempre chama atenção em qualquer tipo de câncer, no entanto, no câncer de próstata esse fator fica mais acentuado, uma vez que a incidência e mortalidade têm um aumento significativo após os 50 anos.

Um fator importante em qualquer caso que envolve saúde e qualidade de vida é a alimentação. No caso do câncer de próstata, ainda não há nenhuma comprovação da ligação de componentes que tenham ligação direta com o desenvolvimento da doença. No geral, é possível afirmar que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e pobres em gordura, principalmente as de origem animal, auxilia para evitar qualquer tipo de câncer e outras doenças crônicas.

Mantenha hábitos saudáveis sempre e lembre-se que o consumo excessivo de álcool, tabaco e o excesso de peso não são bons aliados de uma vida saudável e sem doenças graves.

Para finalizar, independente da sua proximidade com os fatores negativos expostos aqui ou não, visite o médico urologista e faça os exames anualmente. Deixe o preconceito de lado e coloque a sua saúde em primeiro lugar.